Agende sua consulta

Busque o profissional de saúde mais perto de você

Cadastre-se

Portal do Médico

Faça login

O que é implantodontia?

18/05/2017
09:13

Para saber mais sobre essas diferentes técnicas, listamos o que há de mais moderno e avançado na implantodontia.

Uma das especialidades que mais se desenvolve na odontologia aliando conceitos de cirurgia, periodontia e reabilitação bucal, a implantodontia se destaca aliando técnicas avançadas de planejamento e performance com conceitos consagrados baseados em evidências científicas. Os implantes dentários estão se tornado cada vez mais populares e acessíveis no Brasil. Para se ter uma ideia, conforme a Associação Brasileira da Indústria Médica, Odontológica e Hospitalar (Abimo), são cerca de 800 mil implantes colocados por ano no Brasil. Aliados da auto-estima, os implantes dentários estão cada vez mais modernos, rápidos e com menos desconforto aos pacientes. E pesquisas apontam que existem mais de 100 milhões de pessoas no país que ainda necessitam de implantes dentários para reconstruir suas funções bucais.

Desde que a técnica surgiu, diferentes métodos e protocolos foram se desenvolvendo de modo a dar maior conforto e resultados mais rápidos aos pacientes.

Para saber mais sobre essas diferentes técnicas, listamos o que há de mais moderno e avançado na implantodontia.

Implantes Dentários com cirurgia 3D

O método promete um implante com pouco sangramento e sem corte. Para isso, utiliza o que existe de mais moderno em tecnologia de imagens tomográficas associada a softwares avançados em 3D, que permitem a reprodução exata e fiel do osso.

Dessa forma, o cirurgião é capaz de visualizar a posição e a profundidade exatas do implante antes mesmo da cirurgia para, a partir disso, imprimir um guia cirúrgico em resina acrílica de alta precisão por sistema CADCAM. Este guia orienta o eixo de introdução do implante sem necessidade de abertura da mucosa da boca e garantindo o posicionamento preciso do mesmo.

O resultado é um cirurgia mais rápida e com maior conforto no pós-operatório.

Implantes dentários com carga imediata 

Essa técnica, ao contrário da tradicional em que é preciso aguardar de três a seis meses para que o implante seja osseointegrado ao osso, permite a colocação da prótese provisória imediatamente a cirurgia.

Esta reabilitação protética em até 48h após a cirurgia garante agilidade ao processo e um maior conforto estético para o paciente. Outra característica é a manutenção das estruturas gengivais e ósseas em posição, o que possibilita uma previsibilidade da estética da prótese final mais adequada.

Vale lembrar, no entanto, que a técnica possui algumas restrições relacionadas principalmente à condição sistêmica do paciente, à localização do implante e à qualidade do osso envolvido.

Protocolos com Implantes Dentários

A melhor opção para pacientes que perderam a maior parte dos dentes e não desejam utilizar dentaduras são as próteses do tipo protocolo Branemark (inventor dos implantes). Este tipo de prótese pode ser confeccionada sobre um número de 4 a 6 implantes dependendo das condições ósseas do paciente. São os tratamentos mais antigos e previsíveis da implantodontia, porém com o avanço tecnológico de hoje, este planejamento pode ser realizado virtualmente e a qualidade das próteses podem variar em próteses de acrílico com reforço metálico, próteses metalo-cerâmicas e até peças completamente livre de metal projetadas em computador e reproduzidas em zircônia (material branco e extremamente resistente).

Fonte: https://www.imed.edu.br/Comunicacao/Noticias/o-que-e-implantodontia--1

+ Notícias


14/02/2020 10:24

Coronavírus: especialista recomenda evitar 'abraços e beijos'

  • 14/02/2020 09:58

    'Descobri que a minha gravidez era um câncer'

  • 14/02/2020 09:18

    Coronavírus: exame para detectar nova doença é falho?

  • 13/02/2020 08:59

    Sepse em pediatria: como identificar a partir dos dados de rotina clínica?

  • 13/02/2020 08:46

    Idosos descuidam dos óculos e usam lentes inadequadas

  • 13/02/2020 08:34

    Coronavírus: com nova metodologia, número de mortes chega a 242 em um dia e registro de casos triplica

  • 13/02/2020 08:19

    Disfagia secundária à clozapina: uma relação negligenciada


Carregando